domingo, 15 de janeiro de 2012

Duas dicas rápidas para o Samba

Post original: Cobian - backup incremental X Samba

Estudando o Samba descobri que a partir da versão 3.5 ele é capaz de emular por completo a semântica do NTFS rodando sobre sistemas de arquivos Linux (ok..., ok, POSIX) se você especificar a opção store dos attributes = Yes no compartilhamento, ou na seção [global] para aplicar a todos. O pré-requisito é que o sistema de arquivos usado suporte atributos estendidos. Felizmente sistemas de arquivos modernos suportam e habilitam por padrão caso o kernel tenha sido compilado com suporte — o que todas as principais distribuições fazem.

[Atualização - 14/10/2015] Removidas as opções map archive = No, map hidden = No, map readonly = No e map system = No. São desnecessárias com store dos attributes = Yes. A documentação da versão 4.1 esclareceu a questão.

Ainda no assunto, se você tem juízo e usa um sistema de arquivos moderno no seu servidor, coloque no smb.conf, na seção [global], a opção strict allocate = Yes, que, a partir do Samba 3.5.7, foi adaptada para usar a função posix_fallocate() (fallocate() e fallocate64() a partir do Samba 3.6) da glibc para alocar arquivos. Em sistemas de arquivos que suportam pré-alocação persistente e usam extents, ajuda a diminuir a fragmentação e melhorar o desempenho de escrita, principalmente em servidores congestionados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário