terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

KDE 4 livre do MySQL

Para você que reclama do Tracker do Gnome, espere para saber que o KDE 4 requer o MySQL (não é de hoje...). Isso mesmo, um SGBD desse porte num desktop. Por padrão. Não existem palavras para expressar o que penso. Imagine aí alguns palavrões.

No Arch, o pacote que traz a dependência é o Akonadi. Prováveis cadeias:

- mysql, requerido por akonadi, este requerido por kdepimlibs, que por sua vez é requerido por kdebase-runtime, do qual o ambiente inteiro depende.

- kdebase-runtime tem a dependência em kdepimlibs como "optional". Caso o seja de fato, outra possível cadeia é kdepimlibs ser requerido por libkgapi e libkolab, que são requeridos por kdepim-runtime, do qual kdebase-workspace depende.

Dizendo para o Pacman ignorar qualquer pacote da cadeia aborta a instalação com "dependências não resolvidas".

Segundo este post do fórum do Arch, o openSUSE quebra o Akonadi em pacotes runtime/lib[1], sendo que o runtime (que depende do MySQL) só é necessário caso existam pacotes kdepim-* instalados. No FGdH, o ignacho testou e aparentemente o esquema funciona. KMail, Kontact, etc, (pacotes kdepim) vão junto caso akonadi-runtime seja removido.

[1] Tem também -devel, como é comum em distros que usam RPM, mas pacotes -devel não fazem sentido no Arch.

Existe, no AUR, o pacote akonadi-fake. Ele tapeia o Pacman forjando um pacote vazio que provê 'akonadi', sem depender do MySQL. Contudo, não é uma solução ideal, pois aplicações kdepim serão instaladas (o Pacman pensa que o Akonadi verdadeiro está instalado), porém não funcionarão. Considere um quebra-galho até algum dia quando:

1 - Akonadi passar a usar algo adequado para desktops (vulgo SQLite).
2 - O time do Arch quebrar seu pacote em runtime/lib como faz o openSUSE.

Evite o Amarok; ele depende do MySQL. Já o Clementine não.

Para desativar as tranqueiras do Nepomuk sem mexer nos arquivos controlados pelo gerenciador de pacotes:

$ cp /usr/share/autostart/nepomuk* ~/.config/autostart
$ echo "Hidden=true" >> ~/.config/autostart/nepomukcontroller.desktop
$ echo "Hidden=true" >> ~/.config/autostart/nepomukserver.desktop

Arquivos com o mesmo nome em ~/.config/autostart têm preferência frente aos presentes em /usr/share/autostart e /etc/xdg/autostart.

Relacionado:
Autostart in KDE Linux (David Edmundson's Web Log)

Nenhum comentário:

Postar um comentário