domingo, 11 de março de 2012

Write cache dos HDs no Windows

No post anterior usei o Linux como referência. Porém o conceito se aplica a qualquer sistema de arquivos com journaling. O que inclui o NTFS.

→ Gerenciador de dispositivos, propriedades, guia "Diretivas".


Com apenas a opção "Habilitar gravação em cache no dispositivo" marcada, o write cache é habilitado e o kernel usa o mesmo conceito de barriers. Ou seja, dados que precisam atingir a mídia física em determinada ordem são gravados e o cache recebe um flush para forçar sua escrita.

Se você desativar essa opção, o write cache é desativado e barriers não são usadas.

Se marcar ela e a opção "Desativar liberação do buffer do cache de gravação do Windows no dispositivo", então terá o write cache ativo sem a proteção das barriers (melhor desempenho). Marcar esta opção põe o sistema de arquivos em risco no caso de desligamentos incorretos. Só é seguro usá-la com UPS ou controlador RAID com bateria de backup — é fundamental os discos terem o write cache desativado no segundo caso para apenas o cache do controlador, que é protegido pela bateria, ser usado.

Links relacionados:
Flushing your performance down the drain, that is (The Old New Thing)
Revised notes on the reliability of FlushFileBuffers (The Old New Thing)

Nenhum comentário:

Postar um comentário