quarta-feira, 11 de julho de 2018

FSArchiver 0.8.5 suporta melhor sistemas EXT

Fiz algumas melhorias no suporte aos sistemas de arquivos EXT nesta versão.

- UUID é definido pelo mke2fs no momento da formatação se o programa não for pré-histórico (1.41.4+).

- Quando uma imagem contendo outro sistema de arquivos é convertida para EXT2/3/4, ext_attr é habilitado e inodes de 256 bytes são usados[1] e, para EXT4, além de extent, que é mandatório, huge_file, flex_bg, uninit_bg, dir_nlink e extra_isize são habilitados. É o conjunto de recursos base da suíte e2fsprogs 1.41, que manteve-se na série 1.42 em dispositivos menores que 16 TiB. 64bit não é habilitado incondicionalmente[2] como na versão 1.43, nem metadata_csum como na 1.44.

- No upgrade de EXT2 para EXT3, tamanho original do inode é mantido. Assim, imagens de distribuições muito velhas, que usem EXT2 com inodes de 128 bytes, têm mais chance de serem transplantadas com sucesso para EXT3.

- Upgrade de EXT2 revisão 0 para EXT3/4 funciona. Apenas para exatidão do código mesmo, pois tais sistemas têm mais de vinte anos.

Com essas mudanças, a opção mkfs=ext4 do argumento restfs é usável. O sistema EXT4 terá as características mínimas necessárias.


[1] Padrão desde o mke2fs 1.40.5 (27 de janeiro de 2008).
[2] O programa habilitará, contudo, caso detecte dispositivo ≥ 16 TiB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário