quinta-feira, 7 de maio de 2015

Desligamento relâmpago

No Fedora 21, Debian 8, o desligamento é extremamente rápido. Poderia parecer um recurso, mas na verdade é um bug introduzido na versão 209 do systemd:

https://bugzilla.redhat.com/show_bug.cgi?id=1141137
https://bugzilla.redhat.com/show_bug.cgi?id=1170765

https://bugs.launchpad.net/bugs/1446982
https://bugs.launchpad.net/bugs/1448259

Nenhum sistema de arquivos corre risco. São todos desmontados corretamente. O bug consiste na sessão do usuário receber SIGKILL imediatamente após SIGTERM. Como o primeiro sinal vem praticamente ao mesmo tempo, os aplicativos não têm tempo de fazerem suas rotinas de desligamento. É por isso que, se você deixar o Firefox aberto e desligar ou reiniciar o sistema, na próxima inicialização, existe uma boa chance do navegador exibir aquela mensagem dizendo "isto é constrangedor" ou então restaurar automaticamente as abas anteriormente abertas: não teve tempo de processar SIGTERM.

Enquanto escrevia o post sobre o Squid, achei estranho, mesmo com SendSIGKILL=no, os processos receberem o sinal. Depois, na lista de discussão, apareceu outro relato similar:

http://thread.gmane.org/gmane.comp.sysutils.systemd.devel/30715
http://thread.gmane.org/gmane.comp.sysutils.systemd.devel/31009

O commit 743970d2 é o principal suspeito.

No Debian experimental já foi revertido (falta backportar para o Jessie). Idem no Ubuntu 15.04. Ainda pendente no Fedora.

3 comentários:

  1. Fala, Marcos. Beleza?

    Depois que postei o tópico http://www.hardware.com.br/comunidade/reboot-systemctl/1371364/ lá no FGdH é que achei esta sua postagem.

    Será que é só no Debian que tem essa falha de permissão na execução administrativa do systemctl?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok. Apaguei meus comentários anteriores para manter o blog organizado.

      Aqui está:

      http://caixaseca.blogspot.com.br/2015/05/o-caso-dos-usuarios-normais-que-podem.html

      Discutamos lá se necessário. ;-)

      Excluir