sábado, 14 de julho de 2012

Novidades na terra dos codecs

AAC

Os encodecs AAC open source disponíveis até o momento são horríveis. Agora, o tempo verbal pode mudar para eram. Surgiu meio que na surdina, vinda do código fonte do Android 4.1, uma nova biblioteca chamada libfdk-aac de origem improvável: o instituto Fraunhofer! Sua licença é freeware e talvez open source (não está bem claro ainda). Mesmo que a FSF interprete a licença como não open source, sendo melhor que a droga da libfaac será um grande progresso.

Suporte para codificar através dela foi adicionado (1, 2, 3) a libavcodec pelo pessoal do Libav e importado pelo FFmpeg.

Como usá-la no ffmpeg/avconv:
(é um código novo, que não está habilitado nas compilações diárias para Windows por enquanto)

Open Source Fraunhofer AAC Encoder (fdk-aac) (Hydrogenaudio Forums)

OPUS

O congelamento do bitstream do Opus está se aproximando. É o sucessor do Vorbis e do Speex e tem como objetivo, além da maior eficiência, ter baixa latência. Você pode testar o codec através das ferramentas do pacote opus-tools disponíveis na página do projeto. Por enquanto, o teste terá que ser em duas etapas, pois não existem programas que toquem Opus ainda. Primeiro, você converte com o opusenc, depois decodifica com o opusdec, que dará áudio em WAV. Nesse WAV você terá o áudio bruto depois de passar pelo codec.

opusenc <opções> entrada.wav - | opusdec - saida.wav

Use um arquivo entrada.wav lossless, do contrário existe pouco propósito em fazer o teste a partir de um WAV proveniente de fonte lossy. Opções do opusenc aqui. Discussão no Hydrogenaudio aqui.

Opus é suportado no GStreamer e FFmpeg (1, 2, 3). Será suportado no Firefox 15, no foobar2000 1.1.14. Os desenvolvedores têm a opção de linkar a libopus (licença BSD) caso não queiram depender das bibliotecas do FFmpeg.

[Atualização 20/07/2012] Patches chegaram no FFmpeg e o foobar2000 1.1.14 (não lançado) adicionou suporte ao Opus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário