quarta-feira, 24 de junho de 2015

A casa caiu para os golpistas

Antes tarde do que nunca.

O Debian (junto com seu irmão Ubuntu), nas versões 7 e 8, abriga, graças ao seu mantenedor do pacote, que fez parte da tentativa de golpe no início de 2011, o fork Libav no lugar do FFmpeg como implementação das diversas bibliotecas libav*. Depois de um início que parecia promissor, o gás foi acabando e hoje o FFmpeg é um código melhor, com mais recursos e mais seguro, além de ser o padrão de todas as demais distribuições — Gentoo, que havia seguido o mesmo caminho, voltou atrás recentemente. Veja meu post anterior sobre o assunto.

Está terminando, felizmente, o prazo de validade do Libav no Debian. \o/

http://lists.alioth.debian.org/pipermail/pkg-multimedia-maintainers/2015-May/thread.html#43979
http://lists.alioth.debian.org/pipermail/pkg-multimedia-maintainers/2015-June/thread.html#44668
https://wiki.debian.org/Debate/libav-provider/ffmpeg

Bem-vindo de volta, FFmpeg!

https://anonscm.debian.org/cgit/pkg-multimedia/ffmpeg.git

Meus agradecimentos a Andreas Cadhalpun, e a todos os demais envolvidos na empreitada, pela perseverança. Enfrentar o interesse escuso do mantenedor do Libav, sempre com argumentos, tenho certeza demandou muitas horas de dedicação. Foi uma batalha para colocar o interesse comunitário acima de um grupelho de moral questionável.

Que venha o Debian 9 com o Libav posto em seu devido lugar: de lado, como uma opção que ninguém usará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário