segunda-feira, 9 de março de 2015

rpmbuild do openSUSE não extirpa símbolos de depuração

Acostumando com o Fedora/CentOS onde o processo de remoção de símbolos de depuração é realizado pelo script /usr/lib/rpm/brp-strip, pertencente ao pacote rpm-build, nem notei que no openSUSE existe um SUSEismo que separa essa tarefa em outro pacote: brp-check-suse.

Depois de instalado, vejo, como deve ser, o tamanho dos binários e bibliotecas dinâmicas dos pacotes construídos com o rpmbuild despencar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário