segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Tchau Windows Phone

Depois dos dumbphones, tive um Nokia Lumia 520. Até semana passada quando troquei-o por um Sony Xperia E1 Dual mantendo a tradição low-end. Sim, o Xperia é inferior ao Lumia. Tem menos armazenamento interno, a câmera consegue ser ainda pior, o acabamento é um pouco inferior, menos responsivo. Mas é Android (4.4.2 depois de atualizado). It's a Unix system.

A gota d'água para eu me irritar com o Windows Phone 8.1 foi isto:

How to clear the Recent Plays in Xbox Music app for Windows Phone 8.1 (Microsoft Community)

É simplesmente ridículo. E, enquanto você não desliga e liga o aparelho, a música que estiver pausada no tocador não pode ser excluída através do protocolo MTP. Não existe como liberá-la como no WP8 era possível com o "WP Tools". Demais aplicativos da Loja, como o "Stop+Clear", entre outros cujos nomes não lembro, não funcionam. Algo que também nunca entendi é por que o Xbox Music não tem um mísero equalizador. Por mais simples que seja. Qualquer dumbphone tem.

No Android, além de melhor integração com os serviços do Google (YouTube de volta!), posso usar o Firefox, que é meu navegador padrão nos desktops, e manter os dados sincronizados via Sync.

O aplicativo Walkman da Sony me surpreendeu. Tem uma interface sã, equalizador, o "Music Unlimited" (a nuvem deles) pode ser desativado, interpreta a tag ALBUM ARTIST, ordena álbuns com múltiplos discos corretamente (DISCNUMBER, TOTALDISCS), arquivos excluídos não são mais listados (rá!), e, por incrível que pareça, gapless funciona com MP3!!!

Xbox Music do WP, comparativamente, é trabalho de amadores.

Já o receptor de TV não vale nada. A sensibilidade é ruim e conseguir sintonizar alguma coisa depende do alinhamento das estrelas. Porém nem ligo, pois não vejo TV mesmo...

Se algum dia eu vir a ter um smartphone mais incrementado, os Sony terão preferência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário