sábado, 3 de março de 2012

Programas para clonagem de sistemas de arquivos Linux

Partimage  -> está obsoleto e morto. Não suporta EXT4 e trabalha no nível dos blocos, sem entender a estrutura do sistema de arquivos. Portanto não é uma ferramenta eficiente, pois armazena informações além dos dados em si do sistema de arquivos. Não protege os dados salvos com checksums.

Partclone -> bem melhor comparativamente. Entende a estrutura do sistema de arquivos, por isso salva apenas os dados. Não é, contudo, uma ferramenta dinâmica. Ele faz uma imagem espelho do sistema de arquivos original e não é capaz restaurá-la para partições menores nem redimensionar por conta o sistema de arquivos (precisa de ferramenta externa específica -- resize2fs, xfs_growfs, etc).

FSArchiver -> seria o melhor se tivesse um desenvolvimento ativo. É um programa muito promissor, que implementa um modo de clonagem eficiente e totalmente dinâmico. Usa o kernel¹ para ler as informações de cada arquivo e armazena um conjunto arquivo/propriedade em seu formato de armazenamento de imagem. Ao restaurar, recria o sistema de arquivos usando ferramenta externa (mke2fs, mkfs.xfs, etc, o que possibilita-o diminuir/expandir à vontade o tamanho), mantendo UUID, LABEL e demais propriedades originais, e recria todos os arquivos sobre o mesmo.

Faz checksums (MD5) de todos os arquivos salvos dentro da imagem. Pode restaurar uma imagem parcialmente corrompida, ignorando os arquivos afetados. Suporta encriptação do conteúdo da imagem (Blowfish) e compressão multithreaded com lzo, gzip, bzip2, lzma (não usa programa externo; linka as bibliotecas diretamente). Usa a Libgcrypt para os checksums e encriptação.

Até a versão 0.6, trabalha apenas clonando volumes, não discos inteiros. Na versão 0.7, que não foi lançada até o momento, suporta salvar a tabela de partições (MSDOS e GPT) linkando a libparted; mantém o alinhamento original das partições.

Infelizmente, seu criador e principal desenvolvedor, Francois Dupoux, faz mais de ano que não toca no código. A versão 0.7 está pendente até hoje. Se pelo menos ele conseguisse terminar, o recurso de salvar/restaurar a tabela de partições poderia ser muito mais usado e testado.

Está razoavelmente completo, mas Francois não recomenda-o para produção.

Considero um programa muito superior ao Clonezilla. Na verdade, o Clonezilla é uma ferramenta que cola com shell scripts o Partclone, parted, sfdisk, as ferramentas específicas de cada sistema de arquivos. Funciona, mas não é uma solução tecnicamente elegante como o FSArchiver.

Página: http://www.fsarchiver.org
Repositório git: http://fsarchiver.git.sourceforge.net/git/gitweb.cgi?p=fsarchiver/fsarchiver;a=summary

Notas de rodapé:

¹ O kernel sobre o qual o FSArchiver rodar precisa ter suporte a atributos extendidos e ACLs. Além disso,  é recomendável ter o SELinux desativado para evitar que o mesmo bloqueie o acesso do programa os atributos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário