terça-feira, 13 de setembro de 2011

Salvando licenças OEM SLP do Vista/7 para reinstalação

PCs com cópias pré-instaladas do Windows Vista/7 na maioria dos casos usam licenças OEM SLP (System  Locked Preinstallation), que dispensam ativação. A ativação neste tipo de instalação é feita consultando um código específico na área de memória reservada a ACPI (incluso no BIOS/firmware UEFI), que deve conferir com um certificado de licença (arquivo .xrm-ms) e uma chave correspondente a versão do Windows instalada. Às vezes chaves são compartilhadas por marcas diferentes, mas são sempre específicas para cada versão do Windows.

Os DVDs de instalação dos integradores possuem o certificado e a chave embutidos. Por isso, quando você instala o sistema a partir deles, já tem no final o sistema ativado sem nem estar conectado à internet.

Está cada vez mais comum PCs, notebooks, serem vendidos sem as mídias de instalação. É possível, porém, inserir manualmente os dois dados necessários para ativar o Windows depois de instalado. Você precisa apenas de uma mídia de instalação limpa (sem cracks, loaders e similares) do Windows Vista ou 7, de acordo com o sistema original que veio na sua máquina. No caso do Vista, o DVD de instalação permite selecionar a versão que você quer instalar. Isso não está disponível em algumas mídias do Windows 7 (particularmente as do MSDN). Nelas, a Microsoft removeu a tela de escolha de versão, mas todos os fontes continuaram no disco. Existe um arquivo chamado ei.cfg na pasta sources do DVD que, caso não esteja presente, faz o instalador mostrar a mesma tela de seleção de versão do Vista. Para não precisar recriar o ISO, use o ei.cfg Removal Utility, que remove o arquivo alterando o índice do sistema de arquivos UDF. Simples e rápido.

Agora que tem um mídia da sua versão, faça o backup dos dados necessários antes de reinstalar. Você tem que copiar o certificado de licença (o arquivo *.xrm-ms) e a chave usada pela instalação atual.

Um ponto que confunde muita gente é que, em licenças OEM SLP, aquele código que tem no selinho nem sempre é a chave de instalação. Pode ser o COA (Certificate of Authenticity), que é outra coisa.

Um programa que serve para fazer o backup é o SLIC ToolKit. Rode-o como Administrador, vá na guia "Advanced", e clique no botão "Backup". A chave será salva num arquivo chamado ProductId.txt e o certificado será salvo num arquivo com nome <marca>_Cert.xrm-ms, de acordo com a marca do PC.

Com o certificado e a chave salvos, reinstale o Windows sem colocar chave durante a instalação. Pode usar a linguagem que quiser, bem como escolher entre x86 e x64 livremente. Depois de instalado, instale o certificado e a chave do backup. Abra o Prompt de comando como Administrador e execute os comandos:

SLMGR.VBS -ilc C:\caminho\para\<marca>_Cert.xrm-ms
(instala o certificado)

SLMGR.VBS -ipk XXXXX-XXXXX-XXXXX-XXXXX-XXXXX
(instala a chave)

Após digitar cada comando, espere aparecer uma janela de confirmação antes de prosseguir. E depois que o certificado for instalado, você pode excluí-lo se assim desejar -- o Windows copia-o para uma pasta do sistema.

Pronto, o Windows estará ativado e legalizado. Confira em "Painel de Controle -> Sistema" ou rode:

SLMGR.VBS -dlv

Para mim é uma tarefa obrigatória para os PCs e notebooks novos. Eles vem com tanta porcaria instalada e as (para mim) malditas partições de recuperação, que às vezes passam da casa de dezenas de gigabytes, que uma instalação limpa, com apenas os drivers instalados, dá uma vida nova para a máquina, mesmo sendo ela nova...

CAPTURAS DE TELA

SLMGR.VBS -ilc

SLMGR.VBS -ipk

SLMGR.VBS -dlv

Nenhum comentário:

Postar um comentário